segunda-feira, 11 de abril de 2011

UM POEMA-SINOPSE PARA O FILME “CÃO SEM DONO” de BETO BRANT

video


UM POEMA-SINOPSE PARA O FILME “CÃO SEM DONO” de BETO BRANT

duas perspectivas:
a dele, aleatória, ou
sem palmas ao desejo

a dela, cheia de asas rumo
sabe-se lá aonde

se olham num apartamento
entre poucos móveis e um
vira-lata clássico

a esperança e a dor universal
perpassa-os ali




poema:isaias de faria

Nenhum comentário:

Postar um comentário